Discutidos detalhes da Bienal de Luanda

Aspectos sobre a II Bienal de Luanda foram abordados, sexta-feira, num encontro, por videoconferência, no qual participaram responsáveis do Ministério das Relações Exteriores e altos funcionários da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

O “Projecto da Aliança de Parceiros, uma grande oportunidade para apoiar programas emblemáticos para África, através do desenvolvimento de projectos em maior escala e iniciativas que provaram ser bem sucedidas no continente africano” e o Projecto de Protocolo do Acordo entre a Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), Angola e UNESCO, a ser assinado entre as partes, foram alguns dos pontos discutidos.

A II Bienal de Luanda realiza-se, em Outubro, sob o lema “Acelerar o continente africano, o diálogo interno e inter-regional, sobre a cultura de paz e não violência”. Tem como objectivo desenvolver uma cultura de paz, através de parcerias entre governos, sociedade civil, comunidade artística e científica, sector privado e organizações internacionais.
O secretário de Estado do Ministério das Relações Exteriores para a Cooperação Internacional e Comunidades Angolanas, Domingos Vieira Lopes, participou na reunião, de sexta-feira, em representação da ministra de Estado para a Área Social, Carolina Cerqueira, na qualidade de coordenadora da Comissão Interministerial da Bienal de Luanda.

Participaram, igualmente, na reunião o embaixador Diekupuna Sita José, coordenador nacional do evento, e Gilberto Veríssimo, presidente da Comissão da CEEAC, entre altos funcionários da UNESCO e do MIREX.

Posted in Bienal 2021, Reunião